quinta-feira, 26 de julho de 2018

Allan Kardec - Dados Biográficos - Aula para 9-10 anos


Tema: ALLAN KARDEC – DADOS BIOGRÁFICOS – O CODIFICADOR – MISSÃO



INCENTIVO INICIAL:
·        Prece inicial.
·        Relembrar da aula sobre Jesus, quando Ele estava com Seus discípulos, na última Ceia.
·        Beberam o vinho representando o sangue - sinal do espírito renovador dos Seus ensinamentos – a essência que exalará para sempre;
·        Comeram o pão representando o corpo - significa o do banquete do Evangelho, a Palavra;
·        Ele também prometeu o Consolador, que viria que nos esclarecer em Seu nome.

CONTEÚDO:

·        Que é o Consolador prometido por Jesus?
·        Que Doutrina explicou todos os Ensinamentos de Jesus e que com seus ensinos “consola” as pessoas?
·        Mas para isso era necessário que uma pessoa se propusesse a escrever...
·        E quem foi essa pessoa?
Hippolyte Léon Denizard Rivail nasce a 3 de outubro, em Lião, Rua Sala, nº 76, às 19 horas, filho de Jean Baptiste Antoine Rivail (magistrado juiz) e Jeanne Duhamel

1804
Em Yverdun (Suíça) foi aluno do famoso mestre Pestallozzi, a quem substituía, às vezes, na direção da escola. Falava corretamente o alemão, o inglês, o italiano, o espanhol e o holandês.

1820
Tornou-se mestre, bacharelando-se em Letras e Ciências, doutorou-se em Medicina, Linguística
1822
Fundou em Paris, na Rua Sévres, nº 35, uma escola idêntica à de Pestallozzi, em sociedade com um tio
1824
Começou a publicação de obras didáticas, que vão até 1848
1828
Publicou o Curso Prático e Teórico de Aritmética, de acordo com o método de Pestallozzi
1829
Publicou a Gramática Francesa Prática
1830
Casou-se a 6 de fevereiro, em Paris, com a senhorita Amélie Grabrielle Boudet (23 de novembro de 1795), nove anos mais velha que ele.

1832
Seu tio e sócio o leva à ruína; com a liquidação da sua escola, aplicou o dinheiro que lhe coubera em partilha (45.000 francos) cum um íntimo amigo, negociante, que também faliu e nada deixou aos seus credores. Trabalhou, então, como contador de 3 firmas, fez traduções, organizou cursos gratuitos e foi professor até 1840
1835
Elaborou o Manual dos Exames para Obtenção dos Diplomas de Capacidade
1846
Elaborou o Catecismo Gramatical da Língua Francesa
1848
Foi professor do Liceu Polimático, lecionando Fisiologia, Astronomia, Química e Física. Publica várias obras adotadas pela Universidade de França
1849
Dedicou-se aos estudos do magnetismo, até 1855, quando se firma publicamente sua posição de positivista. Ouvir falar das mesas girantes.

1854
Testemunhou o fenômeno. No dia 25 de março, com a comunicação do Espírito Verdade, lhe é transmitido seu pseudônimo “Allan Kardec”, nome de antigo druída, uma sua encarnação anterior
1855
Editou O Livro dos Espíritos, a 18 de abril
1857
Reedição de O Livro dos Espíritos; aparecimento do 1º n[úmero da Revista Espírita a 1º de janeiro e fundação da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas a 1º de abril
1858
Publica o livro: O que é o Espiritismo
1859
Confirmação do Espírito Verdade como guia de Allan Kardec. Reeleito presidente da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas. Viagem de propaganda à região de Lião, visitando Sens, Macon e Lião
1860
Nova viagem a Sens, Macon e Lião. Em Barcelona, a 9 de outubro, em um Auto-de-Fé (Inquisição) um bispo queima mais de 300 obras espíritas, a maioria de Allan Kardec. Edição de O Livro dos Médiuns na primeira quinzena de janeiro
1861
Publica o histórico do Espiritismo: O Espiritismo em sua mais simples expressão e Refitação de Críticas contra o Espiritismo. Em setembro e outubro, viagem de propaganda do Espiritismo a Lião e Bordéus.
1862
Sai em abril, o livro O Evangelho Segundo o Espiritismo. Viagem à Bélgica (Antuérpia e Bruxelas)
1864
Editou nova obra em 1º de agosto: O Céu e o Inferno, ou A Justiça Divina Segundo o Espiritismo
1865
Curta viagem a Bordéus, Tours e Orléans
1867
Publica A Gênese – Os Milagres e as Predições Segundo o Espiritismo, em janeiro. Reestruturação da Sociedade Espírita
1868
Falece em Paris, na Rua Santana, nº 25(Galeria Santana 99), aos 65 anos, vítima de aneurisma cerebral, no dia 31 de março
1869
Aos 21 de janeiro, falece sua esposa, com 89 anos, sem deixar herdeiros diretos
1883


·        Baseados nesta biografia, constatamos que Kardec viveu na humildade, foi atormentado e caluniado, dotado de vasta cultura e capacidade de síntese, extraordinária força de vontade e dedicação, exemplo de trabalho, solidariedade e tolerância.
·        Jesus é a nossa porta de redenção espiritual e Kardec simboliza a chave que abrirá para nós esta porta, ampliando nossa visão e nos possibilitando alcançar horizontes mais amplos da vida.
·        Coube a Allan Kardec a difícil e complexa missão de reconstruir o edifício desmoronado da crença (pois naquela época, a materialismo era uma realidade), reconduzindo os corações ao Evangelho, mediante explicações claras as lições do Cristo.
·        O Espiritismo é a nova ciência que vem revelar aos homens, por provas irrecusáveis, a existência e a natureza do mundo espiritual, e suas relações com o mundo corporal.
·        Da mesma forma que o Cristo disse: “Eu não vim destruir a Lei, mas dar-lhe cumprimento”, o Espiritismo diz igualmente: “Eu não vim destruir a Lei Cristã, mas cumpri-la”.
·        Ao mostrar a verdade, o Espiritismo, Terceira Revelação de Deus aos homens, chama para sai a função de Consolador Prometido por Jesus.
·        Ao Espírita cabe o dever de repartir as mensagens de luz que recebe, tendo sempre em mente a recomendação: “Espíritas, amai-vos e instruí-vos”.

FIXAÇÃO:

As crianças receberão uma folha com as datas mais importantes da vida de Allan Kardec, e colarão as gravuras correspondentes.





Encerramento com prece.
============================================

HINO A ALLAN KARDEC






Allan Kardec, na Terra foste
Mensagem viva de Jesus!
A tua Obra é luz divina,
Nos ilumina e nos conduz.

Allan Kardec, na Terra foste
Mensagem viva de Jesus!
A tua Obra é luz divina,
Nos ilumina e nos conduz.

Glória a Kardec! Glória! Glória!
O mestre é um novo marco na História!

Kardec deu à humanidade
A prova da imortalidade.
E levantou o véu
Das grandes Leis do Céu!


Kardec, a nossa meta
Está traçada em linha reta:
Fazer com o Senhor
Da Terra um mundo superior!

Fiéis ao sublime ideal,
Prometemos à Espiritualidade:
Viver a Divina Verdade,
E defendê-la com amor total!

Fiéis ao sublime ideal,
Prometemos à Espiritualidade:
Viver a Divina Verdade,
E defendê-la com amor total!


.-.-.-.
Kardec, a nossa meta
Está traçada em linha reta:
Fazer com o Senhor
Da Terra um mundo superior!

Fiéis ao sublime ideal,
Prometemos à Espiritualidade:
Viver a Divina Verdade,
E defendê-la com amor total!

Fiéis ao sublime ideal,
Prometemos à Espiritualidade:
Viver a Divina Verdade,
E defendê-la com amor total!












Nenhum comentário:

Postar um comentário